Produções mais discretas lutam pelo Oscar de melhor canção em 2015

Comparando a cerimônia do Oscar de 2014 com a deste ano, podemos ver uma mudança na categoria Melhor Canção, ou seja, uma produção mais discreta. No ano passado, dois hits fizeram sucesso e até hoje permanecem nos pensamentos de cada um (Let It Go de Frozen e Happy de Meu Malvado Favorito 2).

Entre as cinco concorrentes, apenas a canção do filme ‘Selma – Uma Luta Pela Igualdade’, interpretada por Common e John Legend tem uma produção mais destacada. Glory que já ganhou o Globo de Ouro de Melhor Canção, combina elementos de hip hop, soul e gospel e com isso, faz dela a favorita ao prêmio da noite. Canção que também fez sucesso na mídia foi a balada romântica Lost Stars de Gregg Alexander e Danielle Brisebois, interpretada por Adam Levine no filme ‘Mesmo Se Nada Der Certo’.

Concorrente que surpreendeu e corre por fora, é a canção do filme ‘Uma Aventura Lego’, que foi de cara esnobada pela Academia de Hollywood e portanto, nem foi indicado ao prêmio de animação. Porém, teve reconhecimento devido a premiações, entre elas, a vitória no Bafta, principal premiação do cinema britânico. Everything Is Awesome, tem um apelo infantil e é uma faixa dançante, do compositor Shawn Patterson. Interpretada no filme por Tegan and Sara, uma dupla canadense de indie rock com participação de The Lonely Island.

Junto com as três canções, também concorrem ao prêmio de Melhor Canção, I’m Not Gonna Miss You do documentário sem previsão de estreia no Brasil, ‘Glen Campbell: I’ll Be Me’, e Grateful interpretada por Rita Ora no filme ‘Além das Luzes’, produção também inédita no país.

No próximo domingo,  vamos descobrir o vencedor da categoria e daqui há alguns meses, se o vencedor será onipresente na vida das pessoas assim como Let It Go é até hoje principalmente em crianças.

Eduardo Demeterco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *