Seleção brasileira conhece a primeira derrota na Copa América

Em jogo em que não se encontrou, e viu a Colômbia se aproveitar da quantidade de faltas cometidas pela seleção brasileira, o Brasil foi derrotado pela Colômbia pelo placar de 1 a 0, com um gol marcado por Jeison Murillo, ainda no primeiro tempo. Além de perder a partida, o Brasil perdeu Neymar para a partida contra a Venezuela, que vale a classificação para a próxima fase do torneio continental. A foto é do globoeesporte.com.

O Jogo

Jogando defensivamente, a Colômbia conseguiu impedir que o Brasil conseguisse furar o bloqueio de sua defesa, e adiantando a marcação, que começava desde o campo de ataque, se aproveitava dos contra ataques para trazer perigo à defesa canarinho. O Brasil parecia nervoso na partida. Tiago Silva e Daniel Alves cometeram falhas individuais e quase permitiram à Colômbia abrir o placar.

Aos 29, o lance mais perigoso da equipe colombiana no primeiro tempo. Falcão Garcia e Teo Gutiérrez tabelam na entrada da área, mas são desarmados. No rebote, Carlos Sanchéz ajeitou e arrematou forte, levando perigo à meta defendida por Jefferson. O Brasil, além de falho no campo de ataque, era faltoso, e cometeu várias infrações na entrada de sua área. Numa delas, aos 35 minutos, a Colômbia chegou ao seu gol.

Fernandinho fez falta dura em Téo Gutiérrez e sofreu cartão amarelo. Cuadrado fez o levantamento na grande área, Daniel Alves cortou parcialmente e, no rebote, Jeison Murillo pegou o rebote de primeira, em belo arremate de perna esquerda, para abrir o placar. Golaço e dança da Colômbia, para festa da torcida colombiana no estádio. Aos 44, o Brasil chegou com perigo pela primeira vez.

Daniel Alves fez grande jogada pela direita, cruza pra grande área e encontra Neymar que, sozinho, cabeceou, já na pequena área. No reflexo, Ospina fez grande defesa, evitando o que seria o gol de empate da seleção. Um minuto depois, Neymar foi advertido com um cartão amarelo – o atacante colocou a mão na bola após o rebote da cabeceada, garantindo sua suspensão para o jogo contra a Venezuela.

Com a Colômbia merecidamente à frente do marcador, o primeiro tempo chegou ao fim. Para o segundo tempo, Fred deu lugar a Philippe Coutinho na seleção. Quem conseguiu chegar com perigo, entretanto, foi Cuadrado, da Colômbia. O meia deixou Phillipe Coutinho para trás, driblou Miranda e arrematou forte. A bola passou tirando tinta da trave esquerda de Jefferson.

Aos 13, grande chance perdida pelo Brasil. Jeison Murillo recuou mal para Ospina. O goleiro, entretanto, conseguiu evitar os arremates de Neymar e Daniel Alves. A bola sobrou, entretanto, para Firmino. O jovem atacante tentou bater colocado e mandou pra fora, sem goleiro. Foi a melhor chance da segunda etapa. Sem mais gols, o jogo chegou ao fim. A Colômbia voltava a vencer o Brasil depois de 24 anos de jejum.

Logo após o apito final do árbitro, Neymar chutou a bola contra a equipe colombina e iniciou uma confusão generalizada. Bacca foi pra cima do atacante brasileiro, mas foi impedido pelos companheiros. Ambos levaram cartões vermelhos. Como já tinha levado o segundo amarelo, que já o tiraria da partida contra a Venezuela, o atacante também ficará fora do primeiro confronto da próxima fase, caso o Brasil se classifique.

Na próxima rodada, sem Neymar, o Brasil enfrentará a Venezuela no próximo domingo (21), às 18h:30. Caso a equipe venezuelana vença o Peru amanhã, às 20h:30, de Brasília, entrará em campo jogando apenas por um empate para avançar para próxima fase. Caso aconteça, o Brasil precisará vencer, e contar com um tropeço da Colômbia, que que enfrentará o Peru também no Domingo, ás 16 horas.

Copa América – 2ª Rodada – Grupo C

Brasil 0 x 1 Colômbia

Estádio: Monumental David Arellano

Brasil: Jefferson; Daniel Alves, Tiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Elias (Diego Tardelli), Fred (Phillippe Coutinho) e Willian (Douglas Costa); Firmino e Neymar

Técnico: Dunga

Colômbia: Ospina; Zuñiga, Zapata, Jeison Murillo e Armero; Valencia (Mejía), Carlos Sanchéz, Cuadrado e James Rodrigues; Teófilo Gutierres (Bacca) e Falcao García (Ibarbo)

Técnico: José Pekerman

Arbitragem: Enrique Osses, auxiliado por Carlos Astroza e Marcelo Barraza

Gols: Jeison Murillo (Colômbia), aos 35 minutos do primeiro tempo.

Osmar Murbach Junior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *