Em qual ritmo o sino de Bells vai tocar?

nicole

A Word Surf League lançou a previsão de ondas para os primeiros de janela do Rip Curl Pro Bells Beach, que tem início no dia 24 de março e segue até 5 de abril. A segunda etapa do Circuito Mundial já no seu primeiro dia deve contar com ondas de meio metro até um metro, podendo dobrar de tamanho até o final do dia. As condições para o final de semana são mais favoráveis, no domingo um novo swell promete ondas de até dois metros, com séries maiores ao longo do dia. A primeira chamada para o evento acontece nesta quarta-feira as 17:30 (horário de Brasília)

Os desfalques nessa etapa é um fator que chama a atenção. Alejo Muniz, Bede Durbge e Owen Right não se recuperaram a tempo de voltar para as ondas perfeitas de Bells, mas se juntam a eles outro dois grandes nomes: Filipe Toledo e Jack Freestone. O brasileiro se lesionou na semifinal em Gold Coast e só deve retornar para a etapa brasileira no Rio de Janeiro, em Maio.

Bells nunca decepciona, pelo menos pra mim. Adriano de Souza foi campeão em 2014 e em 2015 não tocou o sino por muito pouco. Em uma final com pontuação duvidosa, Mick Fanning acabou levando no critério de desempate, já que terminara a bateria empatados. Se não temos Filipe, tantos outros nomes se destacam para dar show nessas ondas, como por exemplo, o australiano Julian Wilson, o havaiano John John Florence, sem esquecer do mito Kelly Slater, que se encaixar o equipamento correto é difícil de ser batido. Em 2015 só Gabriel Medina foi capaz de pará-lo. Falando em Medina, as ondas da costa de Vitória, na Austrália, não favorecem o surf do primeiro brasileiro campeão mundial, mas não da para deixar-lo fora do fantasy.

Apesar do horário ser complicado, as horas de sono perdidas são recompensadas pelo show que esses atletas estão dando dentro da água. Bells é minha etapa favorita porque eu nunca sei o que esperar, mas eu sempre aposto no Adriano de Souza, esse ano não será diferente. E vocês? Apostam em quem para tocar o sino?

Confira os confrontos do round 1 do Rip Curl Pro Bells Beach:

1: Jeremy Flores (FRA) x Caio Ibelli (BRA) x Alex Ribeiro (BRA)
2: Julian Wilson (AUS) x Stuart Kennedy (AUS) x Davey Cathels (AUS)
3: Italo Ferreira (BRA) x Kanoa Igarashi (EUA) x Adam Melling (AUS)
4: Gabriel Medina (BRA) x Conner Coffin (EUA) x a definir
5: Mick Fanning (AUS) x Keanu Asing (HAV) x a definir
6: Adriano de Souza (BRA) x Michel Bourez (TAH) x a definir
7: Kelly Slater (EUA) x Kai Otton (AUS) x Sebastian Zietz (HAV)
8: Joel Parkinson (AUS) x Taj Burrow (AUS) x Miguel Pupo (BRA)
9: Matt Wilkinson (AUS) x Kolohe Andino (EUA) x Jack Freestone (AUS)
10: Nat Young (EUA) x Adrian Buchan (AUS) x Ryan Callinan (AUS)
11: Josh Kerr (AUS) x Wiggolly Dantas (BRA) x Matt Banting (AUS)
12: John John Florence (HAV) x Jordy Smith (AFS) x Jadson André (BRA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *