As três gerações da dinastia Maldini no Milan

gui coimbra

A faixa de capitão dos Rossoneros já pertence à família Maldini. Seis dias após a morte do lendário zagueiro do Milan, Cesare Maldini, que defendeu a camisa do clube entre 1954 e 1967, seu neto Christian Maldini, filho do ídolo Paolo Maldini (ex-zagueiro e capitão da equipe), fez sua primeira partida usando a braçadeira que herdou do pai e do avô. É a terceira geração de zagueiros e líderes do clube, iniciada por Cesare, contemplada por Paolo, e que agora terá um novo capítulo no comando do jovem Christian, de apenas 19 anos.

A história de liderança da família Maldini no Milan teve início lá atrás, na década de 50. O elegante zagueiro Cesare Maldini, então com 20 anos de idade, despontava no clube que iria defender pelos 13 anos em que foi jogador de futebol. Ao todo, foram 347 partidas, 3 gols marcados e uma galeria de conquistas memoráveis. Cesare foi o responsável por levantar a primeira Taça dos Clubes Campeões Europeus (hoje a Liga dos Campeões), em 1963, e outros três campeonatos italianos. Eterno capitão, se tornou treinador do Milan em 1973 e ficou no clube por uma temporada. Sua última passagem foi em 2001, antes de comandar a seleção paraguaia na Copa do Mundo do ano seguinte.

Cesare erguendo o troféu da Taça dos Clubes Campeões Europeus, em 1963. (Imagem: Divulgação / Milan)
Cesare erguendo o troféu da Taça dos Clubes Campeões Europeus, em 1963 (Imagem: Divulgação / Milan)

Os passos de Cesare foram seguidos pelo seu filho, Paolo Maldini, que em 1978, com apenas 10 anos de idade, ingressou nas categorias de base do clube que defendeu por nada mais que 31 primaveras em sua vida. Paolo estreou como profissional pelo Milan com apenas 16 anos, em 1985, numa partida diante da Udinese. E de lá não saiu mais. Atuou com a camisa rossonera até seu último jogo da carreira, na vitória por 2 a 0 diante da Fiorentina, em 31 de maio de 2009. Foram 902 jogos e 33 gols, tendo conquistado 6 Campeonatos Italianos, 5 Liga dos Campeões, 5 Supercopas Europeias e 3 mundiais. Ídolo da equipe, Paolo Maldini herdou a braçadeira que um dia tinha sido do seu pai e foi capitão da equipe de 1997 a 2009.

Paolo Maldini foi capitão do Milan por 12 anos, entre 1997 e 2009 (Imagem: Divulgação / Milan)
Paolo Maldini foi capitão do Milan por 12 anos, entre 1997 e 2009 (Imagem: Divulgação / Milan)

Neste domingo (9), a história da família Maldini com o clube teve o início de um novo capítulo que pode indicar sua continuidade por mais alguns anos no Milan. Apenas seis dias após a morte de Cesare, seu neto Christian Maldini (filho de Paolo) fez sua primeira partida com a braçadeira de capitão do time sub-19, no amistoso diante do Novara, vencido pelos Rossoneros por 7 a 4.

É a terceira geração de zagueiros e capitães do clube, mantendo a tradição da família Maldini. E as semelhanças não param por aí. Se depender do DNA de Christian, o jovem de apenas 19 anos vestirá a camisa rossonera por muito tempo e será mais um grande ídolo para o gigantesco hall da fama milanista. É mais um novo capítulo sendo escrito na história do futebol seguindo a dinastia dos Maldini com a camisa de um dos clubes mais tradicionais da Itália e do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *