Meninas do Brasil vencem amistoso em noite gelada em São José dos Pinhais

DANIGUI DIAS

A seleção bicampeã olímpica esquentou a noite fria em São José dos Pinhais nesta sexta-feira (27). A partida contra a República Dominicana foi a primeira do time comandado pelo técnico Zé Roberto Guimarães no ano dos Jogos Olímpicos Rio 2016. O amistoso serviu como testes para as meninas do Brasil que disputam o Grand Prix antes de iniciarem a caminhada rumo ao terceiro ouro nos Jogos. O técnico Zé Roberto poupou as atletas Sheilla, Thaísa e Fabiana, mesmo assim a seleção brasileira venceu fácil em  por três sets a zero, parciais de (25/15, 25/20 e 25/21)

O Jogo

O Brasil começou o jogo de forma arrasadora, não dando a mínima chance para as dominicanas. Com um belo desempenho de Fê Garay que anotou cinco dos 16 primeiros pontos, as meninas chegaram ao segundo tempo técnico com uma diferença de dez pontos no placar.  O melhor fundamento do Brasil no set foi o bloqueio conseguindo seis pontos assim.  Com extrema facilidade as brasileiras fecharam o set em 25 a 15, em 21 minutos.

No segundo set a equipe visitante começou melhor e abriu quatro pontos de diferença, 10 a 6, obrigando o técnico brasileiro pedir tempo para tentar arrumar o que a equipe vinha errando.  As meninas do Brasil voltaram um pouco mais atentas, mas depois de um belo rally viram as adversárias abrirem mais um ponto de vantagem.

Apesar da levantadora Dani Lins distribuir bem o jogo, as atacantes esbarravam no bloqueio dominicano que começou a aparecer na partida. Depois de uma boa sequência da Fê Garay no saque, o Brasil diminuiu a vantagem para apenas um ponto.  Ao final do set,o técnico Zé Roberto fez a inversão do 5×1 colocando Monique no lugar de Dani Lins e a paranaense Roberta no lugar de Adenizia, a partir daí o Brasil recuperou a confiança, abriu cinco pontos de vantagem  e não deu mais chances para a República Dominicana e fechou o set em 25 a 20.

O terceiro set manteve o ritmo forte dos dois primeiros e começou com o Brasil abrindo 3×1 logo de início em uma pancada da ponteira Fê Garay. Da arquibancada começaram a vir os gritos para que Sheilla entrasse em quadra, mas o técnico brasileiro manteve sua formação para decepção da torcida presente no ginásio. A meio de rede Adenízia vinha se destacando com as bolas rápidas, assim como Fê Garay que continuava potente com seus ataques pelas pontas, enquanto isso a torcida continuava a gritar o nome da oposto Sheilla e da meio de rede Thaísa. Faltando 5 pontos para o fim do jogo, o técnico Zé Roberto chamou Sheilla para o delírio geral da torcida. No match point brasileiro, a equipe da República Dominicana até conseguiu encostar no placar, mas não foi o suficiente para segurar o ímpeto brasileiro que fechou o set em uma condução do time dominicano, encerrando o set em 25 a 21 a partida em três sets a zero.

Após a partida o técnico Zé Roberto falou sobre as dificuldades encontradas pela equipe. “Enfrentamos um adversário que apesar de não ter se classificado para as Olimpíadas é muito bom, elas já têm sete jogos na temporada, nós realizamos o primeiro, então falta muito ritmo pra gente”, disse.

Ainda na zona mista a oposto Sheilla falou sobre o carinho da torcida e expôs que ficou um pouco tímida por gritarem seu nome nas arquibancadas. “É muito legal (gritarem seu nome durante o jogo), mas cheguei até ficar com um pouquinho de vergonha, esse carinho do público é empolgante”, afirmou. Querstionada se vai começar jogando o próximo jogo a oposta disse não saber e que tudo depende do treinador. “O Zé (técnico) só nos passou agora no vestiário quem iria jogar, não sei o que ele planejou pro domingo, vamos ver”, informou.

O Brasil volta a quadra em São José dos Pinhais no próximo domingo (29) às 10h30. Será o último amistoso da equipe antes da estreia no Grand Prix no próximo dia 9 de junho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *