Hugo Calderano faz dobradinha e leva títulos individual e de duplas no Aberto do Brasil

Hugo Calderano confirmou seu favoritismo ao conquistar neste domingo (7) dois títulos no Aberto do Brasil, etapa Challenge do Circuito Mundial de tênis de mesa que está sendo disputada no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo (SP). Pelo torneio individual, o 25º colocado do ranking mundial superou na decisão o indiano Amalraj Anthony (147º) por 4 sets a 1 (14/12, 9/11, 11/7, 11/7 e 11/5). Já nas duplas, a parceria com Gustavo Tsuboi (104º) derrotou o alemão Patrick Baum (84º) e o eslovaco Thomas Keinath (195º): 3 a 0 (11/8, 11/7 e 11/9).

“No individual, foi um grande desafio. Estou voltando de lesão e tive um jogo muito difícil logo na primeira rodada. Fui crescendo na competição e consegui apresentar meu melhor nível na decisão. Nas duplas, não deixamos dúvidas de que estamos no topo, entre os melhores do mundo. Não perdemos nenhum set. Fico muito feliz com essa continuidade, chegando à final também nos últimos torneios”, avaliou o atual campeão pan-americano e nono colocado nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Este foi o segundo título individual do carioca de 20 anos no Circuito Mundial adulto. O primeiro também havia sido no Brasil, em 2013, quando, aos 17 anos, se tornou o mais jovem campeão da história do circuito. O mesatenista tem ainda no currículo a final do Aberto da Áustria, na temporada passada.

Retomando o ritmo de jogo após se recuperar de lesão muscular, Hugo evoluiu ao longo do torneio. Na estreia, já nas quartas de final, chegou a salvar dois match points na vitória por 4 a 3 sobre Thomas Keinath. Depois, fez 4 a 2 no francês Andrea Landrieau (166º) e, na sequência, 4 a 1 diante do parceiro Tsuboi. Na decisão, o brasileiro teve pela frente um adversário agressivo, mas demonstrou sua força na reta final dos sets para assegurar o título.

“Ele tem um estilo bem agressivo nas primeiras bolas, fica em cima da mesa colocando pressão. É sempre muito difícil enfrentá-lo. Isso me deixa muito feliz com o resultado e também com esse título em casa”, afirmou.

Nas duplas, Hugo e Tsuboi tiveram grande desempenho, conquistando o título sem perderem sequer um set na competição. Cabeça de chave número um, a terceira melhor parceria do ranking mundial demonstrou sua superioridade para controlar o jogo na decisão e bater Patrick Baum/Thomas Keinath por 3 a 0. Antes, os brasileiros já haviam superado por 3 a 0 o húngaro Hunor Szocs (82º) e o búlgaro Philipp Floritz (219º), nas quartas de final, e os compatriotas Cazuo Matsumoto (107º) e Eric Jouti (192º), nas semis.

Hugo e Tsuboi conquistaram o segundo ouro juntos no Circuito Mundial. Em janeiro, a dupla já havia levado o título do Aberto da Hungria. Os brasileiros chegaram ainda a outras duas finais, na Suécia, no ano passado, e no Qatar, em 2015, quando alcançaram o melhor resultado das Américas em uma etapa da série Super, a mais importante do circuito.

“Nos últimos eventos, tivemos resultados especiais, isso mostra nossa regularidade. Encaixamos bem nosso jogo, os estilos se complementam. Gustavo saca e recebe muito bem, e eu vou bem na definição dos pontos”, disse.

A partir da próxima semana, Hugo entra na reta final da preparação para o Campeonato Mundial, que será disputado de 29 de maio a 5 de junho, em Düsseldorf, na Alemanha. O brasileiro será cabeça de chave nos dois eventos que disputará: é o 21º favorito no individual e o quinto nas duplas, em que novamente terá Tsuboi como parceiro.

“Foi muito bom para mostrar que estou conseguindo jogar em um nível bem alto. Agora, vou intensificar mais os treinamentos para chegar lá muito bem preparado”, projetou o carioca.

Crédito: Christian Martinez/RGB Studios/CBTM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *