Novidades bizarras

CASSIO BIDA

Já virou rotina acompanhar a convocação da seleção brasileira e não ver novidades. Os mesmos laterais, a mesma turma na defesa, Neymar e mais três no ataque… Nada mais coerente. Afinal de contas, a Copa está batendo à porta e é fundamental manter uma base e partir apenas para um ou outro ajuste.

Só que nessa última convocação Adenor se superou. Outra vez Vanderlei do Santos de fora em detrimento de um goleiro recém contratado pelo Manchester City. Insisto que goleiro bom pra seleção é goleiro que joga, atua, está como titular. E Ederson, ainda não engrenou na Inglaterra.

Outra novidade bizarra foi a convocação de Fred do Shaktar. Aquele mesmo time que nos presenteou na Copa de 2014 com o menino “com alegria nas pernas” que tremeu no Mineirão. Não me recordo desse jogador, nem de algo relevante que ele tenha feito para merecer uma convocação a esta altura do campeonato.

Mas nada supera a volta de Diego Tardelli à seleção. Será que estamos tão ruins assim de atacantes? Por que não apostar em Lucas? Ou mesmo insistir em Luan, que vem em ótima fase no Grêmio? O que Tardelli fez de tão relevante na China para merecer ser chamado nas duas últimas rodadas da competição? Já é duro engolir Roberto Firmino. Agora teremos de aturar, ainda que por dois jogos, Diego Tardelli como opção no ataque.

Em 2010, o Brasil foi eliminado da Copa por falta de opções no banco de reservas para mudar o jogo. Passados quase oito anos, estamos prestes a repetir os mesmos erros. Que os Deuses do Futebol nos iluminem, pois não tá fácil aguentar calado tantas cagadas nas convocações. Desse jeito, vou ter que providenciar um estoque de remédios para ver a convocação definitiva para o Mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *