A importância da musicoterapia dentro do esporte

Eduardo Demeterco

Você já ouviu falar em musicoterapia? É a utilização da música dentro de um contexto clínico, educacional e até mesmo social que tem o objetivo de prevenir e tratar problemas mentais. Cada profissional adequado através de elementos como melodia, harmonia e ritmo, atende as necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e clínicas do paciente em busca da melhor qualidade de vida. A musicoterapia é internacionalmente reconhecida como uma atividade clínica e regulamentada no campo das profissões de saúde. 

O que muitas pessoas não sabem é que esse tratamento também pode ser usado nos esportes. Em geral a terapia com música pode melhorar principalmente a força mental dos atletas e potencializar a autoestima, motivação e o desempenho esportivo. Todos nós sabemos que a música funciona como um estímulo natural para os movimentos do corpo e dentro de um esporte, isso é aperfeiçoado pois ela replica as formas de ritmo corporal e muitos aspectos da locomoção humana. Além disso, as letras podem passar mensagens aos atletas que podem motivá-los a melhorar seus resultados e também torna os treinamentos mais divertidos e naturais para cada um.

Durante o exercício da musicoterapia, a música pode reduzir a atenção e desviar a mente de sensações de cansaço por exemplo, diminuindo a percepção de esforço e pensamentos de sensações fisiológicas de fadiga. Além disso, possui outros aspectos positivos como intensificar o vigor, o humor e a felicidade do atleta e afastar sentimentos de tensão e depressão. Esse tratamento é controlado através de batimentos cardíacos, taxa de respiração e humor do atleta. 

Um exemplo dentro do esporte para esse tratamento é o conquistador de medalhas e recordista estadunidense Michael Phelps que sempre ao caminhar para a piscina antes de uma competição, entrava com seus fones de ouvido concentrado. 

O nadador revelou que ouvia sempre faixas como EminemAfrojack, Steve Aoki e Skrillex que o ajudavam a relaxar, concentrar e entrar dentro do seu próprio “mundo”. 

A musicoterapia vem ganhando cada vez mais espaço dentro de quadros clínicos na area esportiva e a tendência é que os atletas comecem a aderir mais essa prática esportiva, pois além de melhorar suas habilidades, também podem utilizá-la como uma forma de relaxamento pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *