Com mudanças de nome, coelhos durante os jogos e um estádio diferenciado, JMalucelli chegou ao fim

Eduardo Demeterco

A maioria das pessoas que costumam frequentar estádios de futebol na capital paranaense e até mesmo no estado do Paraná, já deve ter pelo menos uma vez ido até o curioso estádio ao lado do Parque Barigui, o Ecoestádio, mais conhecido como Janguito Malucelli, estádio com capacidade para 4.200 pessoas. 

Ali, pudemos presenciar partidas do clube JMalucelli, o primeiro clube-empresa no Brasil através da Lei Pelé. Fundado em 21 de setembro de 1998 originalmente com o nome de Malutrom, o clube conseguiu ser campeão paranaense da segunda divisão em 1998, Módulo Branco da Copa João Havelange em 2000 e da Copa Paraná em 2007. Em 2009 teve sua melhor classificação com o vice-campeonato paranaense, quando o Atlético-PR levou a taça para casa. O Jotinha em 2009 chegou a fechar parceria com o clube paulista Corinthians, passando a ser Corinthians Paranaense com o objetivo de tentar aproveitar a torcida corintiana no estado. Essa parceria durou cerca de três anos e em 2012, o clube voltou a se chamar JMalucelli. O time de futebol sempre foi mais conhecido por seu estádio diferenciado com degraus e acentos de madeira e pelos animais que lá residem, como vários coelhos que apareciam durante as partidas e até mesmo galinhas. Sim, galinhas. 

Apesar de ser um clube-empresa, o Jotinha sempre incomodou e muito os times da capital paranaense e tinha um elenco para tentar fazer uma boa série D no Campeonato Brasileiro, porém através de uma denúncia feita pela Federação Paranaense de Futebol (FPF) que apontava que o clube havia escalado o atacante Getterson (atualmente no Coritiba) de forma irregular. O caso foi julgado e foram declarados culpados, sendo assim punidos com a perda de 16 pontos no campeonato, o que fez com que fossem rebaixados para a Série B do campeonato estadual. Com isso, antes mesmo do encerramento do campeonato, o JMalucelli abidicou de sua vaga na Série D do Brasileirão alegando que o problema do campeonato estadual inviabilizou todo o planejamento da equipe. 

Ontem, fomos surpreendidos com a notícia de que o clube havia fechado suas portas para o futebol, ou seja, o clube-empresa será somente uma empresa a partir de agora. A decisão veio diretamente do presidente Joel Malucelli. Todos os funcionários foram dispensados de suas funções e também foram encerradas as atividades de categorias de base. Em pouco mais de 20 anos de história, por um tempo as pessoas ainda vão olhar para o Janguito e lembrar de momentos que viveram ali, dos animais que passeavam durante os jogos e treinos e da bela vista que a arquibancada proporcionava a quem passava 90 minutos acompanhando a partida de futebol. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *