Brasil teve o segundo melhor início de ciclo olímpico da história

Danilo

O Brasil teve um ótimo início de ciclo olímpico no ano de 2017. Os atletas nacionais subiram 21 vezes ao pódio em mundiais de esportes olímpicos e conseguiu o segundo melhor início do país na história dos ciclos olímpicos.  Em 2013, primeiro ano do ciclo olímpico para os Jogos Rio 2016, o país havia conquistado 27 medalhas.

Ao todo os atletas brasileiros conseguiram medalhas em 12 modalidades diferentes, uma marca muito importante para o desenvolvimento esportivo no país.  As 12 modalidades medalhistas foram: atletismo, canoagem slalom, canoagem velocidade, caratê, judô, maratona aquática, natação, skate, surfe, vela, vôlei e vôlei de praia.

O presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley, destacou o ótimo ano de 2017 para os esportes olímpicos do país. “O saldo final de 2017 é positivo quando olhamos os resultados dos nossos atletas nas principais competições internacionais. O esporte teve um ano muito difícil, com restrições de recursos financeiros. Além disso, o primeiro ano de um ciclo olímpico marca um processo natural de renovação de atletas e equipes, o que acaba impactando nos resultados. Ainda assim a avaliação é muito boa, e seguimos trabalhando para estruturar o esporte olímpico brasileiro na busca pelos melhores resultados internacionais”, afirmou.

Além dos esportes que conquistaram medalhas em 2017, o Brasil alcançou resultados de destaque em diversas outras modalidades, como ciclismo mountain bike, ginástica artística, levantamento de peso e taekwondo. “O ano pós-olímpico dá a oportunidade do surgimento de novos valores. Neste aspecto tivemos bons resultados, que indicam que o esporte brasileiro tem boas perspectivas para o futuro”, observou Jorge Bichara, gerente-geral de Alto Rendimento do COB, destacando os resultados positivos que podem vir com as novas modalidades do programa de competições dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

De acordo com o estudo feito pelo COB, o Brasil terminou o ano entre os 15 melhores países do mundo. Confira abaixo todos os atletas medalhistas do Brasil em mundiais ou competições equivalentes. O COB não computou em seu estudo o bronze do judoca Rafael Silva, visto que na mesma categoria o brasileiro David Moura conquistou a prata e em jogos olímpicos só um atleta pode representar o país.

Ouro: 03
Judô – Mayra Aguiar (-78kg) – Campeonato Mundial
Vôlei feminino – Grand Prix
Voleibol de praia masculino – Evandro/André – Campeonato Mundial

Prata: 10
Judô – David Moura (+100kg) – Campeonato Mundial
Judô – Equipe – Campeonato Mundial
Karatê – Vinicius Figueira (-67kg) – Ranking mundial
Natação – 4x100m livre – Campeonato Mundial
Natação – Bruno Fratus (50m livre) – Campeonato Mundial
Skate – Pedro Barros (Park) – Campeonato Mundial
Skate – Letícia Bufoni (Street) – Campeonato Mundial
Surfe – Gabriel Medina – World Surf League
Vela – Martine Grael/Kahena Kunze (49er FX) – Campeonato Mundial
Vôlei masculino – Liga Mundial

Bronze: 08
Atletismo – Caio Bonfim (Marcha Atlética 20km) – Campeonato Mundial
Canoagem Slalom – Ana Sátila (C1) – Campeonato Mundial
Canoagem Velocidade – Isaquias Queiroz (C1 1000m) – Campeonato Mundial
Judô – Erika Miranda (-52kg) – Campeonato Mundial
Karatê – Valéria Kumizaki (-55kg) – Ranking mundial
Maratona Aquática – Ana Marcela Cunha (10km) – Campeonato Mundial
Skate – Kelvin Hoefler (Street) – Campeonato Mundial
Vôlei de praia – Larissa/Talita – Campeonato Mundial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *