Nossa geração de ídolos está indo embora – Conexão News

Nossa geração de ídolos está indo embora

Eduardo Demeterco

Nessa semana tivemos a notícia de que o “bruxo” Ronaldinho Gaúcho, deixou os gramados e depois de ler vários comentários sobre e assistir inúmeros vídeos, cheguei à conclusão que nossos primeiros ídolos estão nos “deixando” no futebol, logo teremos apenas a nova geração de craques em campo. 

Tenho certeza de que assim como eu, muitos que estiverem lendo esse texto agora, vão concordar comigo. Quem nunca jogou FIFA, PES ou até o famoso Winning Eleven anos atrás e contavam sempre com grandes jogadores como o próprio Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo, Roberto Carlos, Kaká, Andrea Pirlo, Luís Figo, Raúl Gonzalez, David Beckham, Oliver Kahn, Van Nistelrooy, Hernán Crespo, Thierry Henry, Zinedine Zidane entre outros que já penduraram as chuteiras em seus times de sucesso para vencer os amigos. Artilheiros natos, cobradores de falta que colocavam medo nos goleiros, zagueiros que impediam quase sempre a passagem do time adversário, líderes com as braçadeiras de capitão no braço, paredões no gol… Enfim, uma eterna geração que ficará para sempre em nossa memória. 

coluna 1

Alguns, ainda temos a sorte de poder vê-los treinarem grandes clubes ao redor do mundo e ainda conseguem se consagrar campeões e continuam fazendo história, por exemplo, Zidane que hoje é técnico do poderoso Real Madrid na Espanha. Ao vivo, tive poucas oportunidades de acompanhá-los, ao contrário de hoje em dia, que pude ver alguns craques atuais em campo. 

A geração que vimos jogar enquanto éramos crianças e que fizeram nossos olhos brilharem e gritarmos de alegria quando saía um gol está realmente terminando, cabe agora, aos futuros craques do futebol darem continuidade à missão de iluminar o caminho do esporte. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *