Curiosidades Olímpicas: a rivalidade entre Tonya Hardling e Nancy Kerrigan que virou filme

maykon

Nos Jogos de Jogos Olímpicos de Lilyhammer, na Noruega, em 1994, uma polêmica digna de roteiros de filmes de ação, agitou o início das Olimpíadas de inverno.

Nancy Kerrigan, uma das estrelas americanas da patinação artística, foi atacada por homem desconhecido e teve o joelho direito lesionado, ficando fora do Campeonato Americano, pouco mais de um mês antes da disputa dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Porém, uma investigação provou que o agressor havia sido contratado pelo ex-marido de Tonya Hardling, principal adversária de Nancy e vencedora da Campeonato Americano.

Ambas foram aos Jogos de Inverno e Hardling terminou apenas em oitavo. Enquanto que Nancy, recuperada, ficou com a medalha de prata.

A história que tinha contornos de cinema acabou virando filme: o “Eu, Tonya (I, Tonya)”, que foi lançado em 2017 e neste ano indicado ao Oscar nas categorias de Melhor Atriz (Margot Robbie), Atriz Coadjuvante (Allison Janney) e Montagem (Tatiana S. Riegel).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *