Aquele gosto de acerto de contas

Claudemir dos Santos

Nenhum dos times com força máxima, não valia título e não era revanche, mas a necessidade de aliviar o peso dos ombros, parte do peso da maior humilhação do time numa Copa do Mundo (derrota por 7 a 1 para a Alemanha no mundial de 2014). O encontro foi o primeiro entre as seleções principais de Brasil e Alemanha desde o trauma, há quase 4 anos, no estádio do Mineirão. A vitória de 1 a 0 na última terça-feira (27) foi mais uma conquista na árdua missão de reconstrução que coube ao técnico Tite.

O objetivo da comissão técnica era que a Seleção passasse por esse teste fora de um torneio oficial. Carregar esse fantasma todos os dias foi admitido pelo técnico Tite que saiu satisfeito pelo desempenho do time que já fez seu 20º jogo no cargo e que sofreu apenas uma derrota até então. Longe dos aspectos psicológicos, o momento é de definição. O amistoso foi o último antes da convocação para a copa, para Tite foi a hora de definir as últimas vagas do seu grupo e também se o esquema tático conseguiria superar equipes europeias. Esse último com 100% dá pra dizer que deu certo.

O grupo que vai para a Copa já está fechado, embora Tite tente despistar. No gol, Alisson deve ser titular absoluto, apesar da pressão. Na zaga a quarta vaga será disputadíssima: Thiago Silva, Miranda e Marquinhos estão garantidos e a última vaga? Pedro Geromel, Jemerson e Rodrigo Caio são os mais cotados só um deles irá ser credenciado para participar de um mais capítulo de nossa história no principal torneio esportivo do mundo.

Decisões pelos Estaduais

Com exceção do campeonato gaúcho e pernambucano, as finais dos regionais pelo país serão entre os times mais tradicionais. Os deficitários campeonatos locais são ótimas oportunidades para as torcidas dos times de médio porte comemorar título, já que no campeonato brasileiro está cada vez mais difícil um time fora do eixo Rio-São Paulo surpreender. O desequilíbrio na distribuição das cotas de TV contribui para essa situação.

Pelo campeonato Paulista, o Palmeiras é favorito contra o Corinthians, pelo alto investimento no plantel, mas em campo isso não entra, tanto que o Santos quase tirou o porco. No Carioca, Vasco e Botafogo decidem com vantagem para o clube cruz maltino. Em Minas, não dá para arriscar quem leva entre Cruzeiro e Atlético Mineiro. No gaúcho, Brasil de Pelotas encara o favorito Grêmio. Nos estaduais da Bahia e do Paraná, equilíbrio nos clássicos de Bahia e Vitória, Atlético Paranaense e Coritiba, respectivamente.

Um comentário em “Aquele gosto de acerto de contas

  • 2 de abril de 2018 em 4:25
    Permalink

    Vivi minha vida inteira aqui e sou um gaúcho que tem a CORAGEM que você não tem pra dizer a verdade. Pra ser franco fui até bem condesencente. Os gaúchos são ainda piores do que aquilo que escrevi. Mas deixa pra lá. Os gaúchos que sairam daqui se sentem ainda mais gaúchos do que aqueles que aqui sempre viveram. Vai ver que o CTG e o Grenal te afetaram o bastante,a ponto de te impedir de ver o que nos tornamos. E se me chamou de M*** é porque a verdade doeu fundo. Ademais não queria ter nascido em Miami, não. O Butão me servia.. diploma online

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *