“Muito prazer! Eu sou Ismaily”

Claudemir dos Santos

Desconhecido do futebol nacional, lateral-esquerdo foi chamado para substituir Alex Sandro nos jogos com Rússia e Alemanha.

Quase ninguém ouviu falar do lateral-esquerdo Ismaily. O jogador já jogou em times do interior de São Paulo, mas foi cedo para a Europa. Aos 20 anos foi para Portugal defender times de menor expressão, antes de chegar ao Shakthar Donetsk ucraniano em 2013, ali, passou longe de ser um dos principais brasileiros da equipe. Mas Tite deve ter visto alguma coisa, conheceu em dezembro do ano passado e gostou. Isso pesou e também o fato de ele estar perto da Rússia, pegando todo mundo de surpresa, obscuro jogador já treinava com a Seleção Brasileira na última terça (20).

Ismaily é um sul-mato-grossense de Ivinhema, cujo o nome foi inspirado no filme Smiley (sorridente) de 1956. Tite disse que o jogador estava jogando muito com base no que viu em Dezembro, junto com o coordenador da Seleção, Edu Gaspar, e no relatório dos seus auxiliares, Fernando Lazaro e Matheus Bachi. Eles também observaram o lateral no dia 21 do mês passado no jogo entre time ucraniano e a Roma, pela Liga dos Campeões. Assim Ismaily é a quarta opção do treinador brasileiro na lateral-esquerda, atrás do Marcelo, Felipe Luís e do próprio Alex Sandro, cortado por uma lesão na coxa.

Lesões preocupam

A série de lesões de jogadores considerados importantes para a Seleção nesses meses que antecedem à Copa está preocupando a comissão técnica. Além dos laterais, a principal estrela do time canarinho, Neymar, está em recuperação da fratura do quinto metatarso do pé direito, sofrida jogando pelo Paris Saint-Germain, e se a previsão da recuperação for confirmado para 3 meses, o craque só volta no dia 3 de junho, dia do último amistoso contra a Croácia, já na fase final da preparação em Londres. O lateral-esquerdo Marcelo e o volante Fernandinho também tiveram contusões musculares recentemente, mas se recuperaram e estão no grupo que fará os amistosos contra os russos e alemães.

Faltando três meses antes do início da copa, Tite ainda mantém a porta aberta para eventuais novidades. O treinador já admitiu que observa jogadores de todas as posições. A versatilidade, bom momento, os treinamentos, tudo pode ser contabilizado para uma possível convocação final. Hoje a Seleção Brasileira passa fácil pela anfitriã do maior evento esportivo do mundo, a qualidade técnica é indiscutivelmente superior ao dos rivais. Depois desse amistoso, o Brasil ainda pega Alemanha, na terça-feira, em Berlin, às vésperas do Mundial, em junho, contra Croácia e Áustria. A estreia do time pentacampeão é no dia 17 de junho, diante da Suíça, em Rostov.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *