“Umas das estratégias estabelecidas foi melhorar a qualidade dos eventos”, diz a FPrJ sobre as metas de 2018

Danilo

Foto: Eduardo Demeterco / Conexão News

 

O judô paranaense vem evoluindo mais e mais a cada ano que passa. Os atletas cada vez mais estão figurando entre os melhores do país e muitos sendo destaques nas seleções de base. O ano de 2018 começou faz pouco tempo para o judô paranaense e muitas boas notícias já surgiram para os amantes da modalidade no estado. No próximo final de semana acontece a Seletiva Paranaense para o Campeonato Brasileiro Região V e os melhores atletas vão representar o estado em São Paulo na competição frente aos paulistas, catarinenses e gaúchos.

Banner-Alterado1

Apesar da Seletiva Paranaense ser uma importante competição no calendário paranaense, os principais atletas da categoria sub 18 não estarão presentes, pois vão brigar por uma vaga no Gymnasíade, em Santo André (SP).

Em 2017 as competições de judô no estado tiveram alguns problemas de atraso e houve críticas quanto à organização, como aconteceu na Copa Paraná. Neste ano no Campeonato Marrom e Preta e na Seletiva Estadual para o Gymnasíade – ambas as primeiras competições de 2018, os atletas se depararam com um ginásio com goteiras.

A Federação Paranaense de Judô conversou com o Conexão News e falou um pouco sobre o atual momento do judô no estado, como pretende melhorar a organização dos campeonatos, sobre o apoio aos atletas e sua relação com a imprensa, onde afirmou: “Não aceitaremos mecanismos de divulgação que publiquem inverdades”.

Confira abaixo a íntegra da entrevista, onde o responsável pelas respostas foi o Sensei Lucas Fernando Zevirikóski, um dos  Diretores de Planejamento Estratégico e Marketing da FPrJ.

cn banner

 

 CN – A seletiva nacional do  Gymnasíade vai coincidir com a Seletiva Paranaense para o Campeonato Brasileiro Região V. Como vão ficar os atletas do estado que vão disputar a seletiva nacional para o Gymnasíade? Eles terão a vaga garantida no Brasileiro Região V na categoria que eles escolherem ou vai existir uma seletiva separada para esses atletas?

FPrJ – Segundo o Sensei Celso Ogawa – 6º Dan/Coordenador de Rendimento e Sensei Rodrigo Tonietto – 4º Dan/Coordenador Técnico, os atletas classificados estão no Gymnasiade (sub 18) estão com vaga garantida no Campeonato Brasileiro Região V.

 

CN – A Federação Paranaense não cogitou em nenhum momento mudar a data da seletiva estadual para não coincidir com outros eventos importantes nacionais?

FPrJ – Também segundo o Sensei Celso Ogawa – 6º Dan/Coordenador de Rendimento e Sensei Rodrigo Tonietto – 4º Dan/Coordenador Técnico, o principal calendário, inclusive com competições que proporcionam ingresso na Seleção Brasileira de Judô, é o da CBJ. Todas as Federações Nacionais, inclusive a Paranaense de Judô planejam suas atividades a partir desse Calendário. O Gymnasíade é um evento promovido pela CBDE que planeja suas atividades de forma independente com a CBJ.

Ao final de cada ano, a CBJ divulga o calendário onde as respectivas Federações planejam suas atividades, verificando os locais que possam realizar os eventos. Cada local definido, se organiza com estruturas, que digam-se de passagem, requer muita logística, como disponibilidade de ginásios (muitos das vezes com calendários municipais pré-estabelecidos) transporte de materiais (tatames, placares, podiuns, aquisição de medalhas, etc) e também organiza a cidade sede, com a rede hoteleira, de alimentação e demais recursos.

A informação da data do Gymnasiade, chegou ao nosso departamentos no mês de fevereiro, tornando impossível alteração dos demais eventos. Com isso, os Departamentos de Rendimento e Técnico agiram rapidamente para encontrar uma forma possível que atendesse as duas demandas, porém, devido a estrutura logística da cidade da Seletiva já estar organizada, a melhor opção foi manter naquela data e local.

 

CN – O que a Federação espera da temporada 2018?

FPrJ – Como é observado pela maioria dos adeptos e aqueles que admiram nosso esporte, é notável o franco crescimento e profissionalização do Judô. No Paraná, isso não é diferente, pois em 2017 observamos a elevação do nível técnico dos nossas atletas e do investimento que algumas academias/associações fizeram em suas estruturas.

Para acompanhar todos esses movimentos, a FPrJ iniciou em 2017 ainda diversas ações. Uma delas, a reestruturação do Organograma, criando alguns novos departamentos como Departamento de Educação, Departamento de Planejamento Estratégico e Marketing, Departamento de Projetos e uma nova Delegacia (Sudoeste).

No início desse ano, a Diretoria, Delegados de Região e Presidência criaram o 1º Encontro Estratégico, já traçando Estratégias para a Federação nos próximos três anos (disponível em nosso site) e divulgando a todos os Técnicos e Professores no Curso de Credenciamento de Técnicos em Ponta Grossa, dia 17/02.

Em resumo, a Federação está buscando incessantemente alternativas para que o Judô possa elevar sempre suas atividades no cenário nacional.

 

CN – No ano passado houve muitas críticas quanto as organizações da competições estaduais, o que a Federação vai fazer de diferente nesta temporada para agradar atletas, técnicos e público?

FPrJ – Umas das Estratégias estabelecidas foi melhorar a qualidade dos eventos da FPrJ em 2018. O primeiro passo é ouvirmos de todos os envolvidos o ponto em que precisamos melhorar. Por isso, implantamos a ‘Ficha de Avaliação do Evento’, onde todos podem avaliar o evento em questão, bem como sugerir melhorias. Após a coleta das Fichas, o Departamento de Educação compila esses dados e realiza um Relatório, onde é divulgado a todos os Diretores e Organizador do evento. Colocamos em Teste no Curso de Credenciamento de Técnicos e algumas ações já estão sendo tomadas para os próximos Cursos e Eventos.

 

CN – A Federação pretende divulgar mais a modalidade o estado de que forma?

FPrJ – Esse trabalho já pode ser observado em 2017. A página do facebook foi reativada e investimos em postagens e publicações modernas das competições e atletas. Tivemos também a inserção da FPrJ em outras redes Sociais e maior publicação no site. Essas ações estão tendo uma repercussão muito positiva e elogiada pelos federados.

Em 2018, intensificaremos esses trabalhos e iniciaremos outras ações descritas em nosso Planejamento Estratégico (disponível em nosso site). Uma de nossas metas é atingir 5.000 Federados até 2020, numero hoje de 2867 Federados.

 

CN – A Federação vai incentivar a cobertura da imprensa na temporada 2018?

FPrJ – Com toda certeza. A imprensa positiva que sempre busca divulgar com veracidade e de forma parceira sempre terá seu espaço. Não aceitaremos mecanismos de divulgação que publiquem inverdades e acima de tudo, incitem a desunião dos atletas, pais, professores e apoiadores.

arte site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *