Desigualdades revelam desequilíbrio financeiro entre os clubes do Brasileirão 2018 – Conexão News

Desigualdades revelam desequilíbrio financeiro entre os clubes do Brasileirão 2018

Claudemir dos Santos

A principal fonte de recursos financeiros dos clubes, a cota de televisão renumerada pela TV Globo pelos direitos de transmissão em canal aberto, mostra uma desigualdade entre os times que disputarão o Brasileirão 2018 a partir deste sábado (14). Flamengo e Corinthians (com direito a 170 milhões cada um) recebem até sete vezes mais do que o Paraná Clube, que aceitou uma cota de R$ 23 milhões para esse ano, o mesmo montante de América-MG e Ceará, outros dois clubes promovidos da Série B.

O atual sistema do dinheiro da TV Globo leva uma consideração de fatores, com destaque para o nível de exposição e audiência que cada clube pode proporcionar. Os dois “privilegiados” (Flamengo e Corinthians) recebem até R$ 60 milhões a mais que o São Paulo (R$ 110 milhões). O time do Morumbi ocupa a segunda faixa dentro de cinco nas quais os demais clubes nacionais estão inseridos.

Confira abaixo quanto cada clube receberá pelo Brasileirão 2018:

Corinthians 170 milhões

Flamengo 170 milhões

São Paulo 110 milhões

Palmeiras 100 milhões

Vasco 100 milhões

Santos 80 milhões

Grêmio 60 milhões

Cruzeiro 60 milhões

Alético MG 60 milhões

Botafogo 60 milhões

Fluminense 60 milhões

Internacional 60 milhões

Alético PR 35 milhões

Bahia 35 milhões

Sport 35 milhões

Vitória 35 milhões

Chapecoense 32 milhões

Paraná 28 milhões

Ceará 28 milhões

América MG 28 milhões

Esse abismo financeiro explica que o Nacional, desde que adotou a fórmula dos pontos corridos em 2003, não deu chance para clubes fora do eixo Rio-São Paulo. De lá para cá, só o Cruzeiro conseguiu romper essa barreira ao levantar a taça por três vezes, já às equipes paulistas e cariocas conquistaram 12 títulos.

Confira abaixo, os campeões brasileiros no sistema pontos corridos:

2003 – Cruzeiro

2004 – Santos

2005 – Corinthians

2006 – São Paulo

2007 – São Paulo

2008 – São Paulo

2009 – Flamengo

2010 – Fluminense

2011 – Corinthians

2012 – Fluminense

2013 – Cruzeiro

2014 – Cruzeiro

2015 – Corinthians

2016 – Palmeiras

2017 – Corinthians

Fim do modelo atual

O campeonato brasileiro deste ano marca a última temporada com o modelo antigo da TV Globo para os direitos de transmissão. A partir do ano que vem, a emissora carioca adotará um sistema de TV aberta e fechada parecido com os campeonatos europeus: basicamente busca-se um equilíbrio a partir do montante total, 40% será dividida de forma igualitária entre os 20 clubes da primeira divisão, 30% será repassado de acordo com o posicionamento na disputa e 30% de acordo com o número de transmissões.

A partir de 2019, a diferença entre os que receberiam mais, Corinthians e Flamengo, R$ 46,2 milhões, para o lanterna nesse quesito, América MG, R$ 21,1 milhões, um pouco mais que o dobro. Evidenciando aí um maior equilíbrio entre os participantes do certame do próximo ano.

O valor destinado pela TV Globo para transmissões em canal aberto, giram em torno de R$ 600 milhões. O dinheiro será repassado de forma igualitária (40%) o que representa 12 milhões para cada time. O desempenho na competição começa em R$ 18 milhões para o campeão até um valor de R$ 6 milhões para o 16º colocado. Os quatro rebaixados não irão receber. Além da TV aberta, os clubes também negociam os direitos de transmissão em canal fechado (por assinatura) e pay-per-view. O canal Esporte Interativo assinou contratos de transmissão em canal fechado com alguns clubes.

Desigualdade no valor dos elencos

De acordo com o site Transfermarkt, publicação alemã especializada em valor de mercado de times e atletas, o Campeonato Brasileiro deste ano revela um absurdo contraste: o Palmeiras vale 89,5 de euros, Flamengo 87,50 milhões de euros, Grêmio 79,55 milhões de euros, Santos 59,80 milhões de euros e Corinthians 58,45 milhões de euros mostram uma disparidade impressionante, já que no outro extremo, aparece o Paraná Clube, avaliado em 10,98 milhões de euros, valor quase similar à promessa do Vasco, jogador Paulinho (10,00 milhões de euros).

O Transfermarkt é um site alemão que se intitula de transferência, rumores e valores de atletas. Desde 2003 atua como referência na criação de patamar financeiro para as transações econômicas no mundo do futebol, com destaque aos principais campeonatos do mundo, como o Brasileirão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *