Inter vence e se mantém a cinco pontos do Palmeiras na briga pelo título

ASSINATURA CLAUDEMIR

 

Terminou a 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, jogada neste meio de semana (quarta e quinta), e agora faltam quatro rodadas para o fim da competição. Uma nota a destacar aqui é o extenso calendário do nosso futebol, estamos vendo jogos com baixo nível de qualidade técnica por conta do cansaço dos atletas. Tem jogadores que já atuaram 65 vezes neste ano, um absurdo quando você compara com outros países. Novamente, a discussão é sobre repensar o calendário.

 

Vasco 1 a 1 Atlético Paranaense

 

Jogando no São Januário, novamente o time cruzmaltino corre sério risco de jogar a Série B em 2019. Um resultado para se lamentar muito, o Vasco vence o time paranaense até sofrer o empate no último minuto. Que pecado.

 

Paraná 0 a 1 Atlético Mineiro

 

O time de Levir Culpi anda jogando mal faz tempo, em Curitiba não foi diferente, sorte de pegar o já rebaixado Paraná Clube e vencer por obrigação. A vaga no G6 não está garantida, já passou da hora de abrir o olho. Atlético Paranaense e Santos estão na cola.

 

Bahia 2 a 1 Ceará

 

O tricolor do Aço ficou tranquilo com a vitória obtida no clássico nordestino. Não cai mais para a segunda divisão e ao vencer no estádio da Fonte Nova, empurrou o Vozão para uma situação difícil. Sorte que a Chapecoense perdeu em casa para o Botafogo, que mantém o time de Lisca com três pontos de vantagem para a Z4.

 

Sport 0 a 0 Vitória

 

No clássico dos desesperados, tudo igual. Pior para o Vitória que a cada rodada vai caminhando a passos firmes para a segunda divisão. O Sport está por ali, está cotado para cair, a tensão deve continuar até a última rodada.

 

Palmeiras 3 a 0 Fluminense

 

O verdão de Luiz Felipe Scolari caminha para a conquista do título de campeão brasileiro de 2018. Já está com as mãos na taça quem apresentou o melhor futebol da rodada, o que dizer da pintura de gol de Felipe Melo? Que golaço, destaque da rodada, talvez da temporada. O palestra pega daqui para frente só os times que frequentam a zona de rebaixamento. Teoricamente fácil, mas o futebol hein…vejamos.

 

Cruzeiro 1 a 0 Corinthians

 

O time de Jair Ventura apresentou um futebol pífio contra o já de férias Cruzeiro, ao contrário da rodada anterior, quando jogou com um a menos e só não venceu o São Paulo por ser prejudicado pela arbitragem, o timão está longe de passar tranquilidade ao torcedor até a última rodada. Corre sério risco, está a três pontos da zona de rebaixamento, e só não está pior porque conta com muita sorte. Os times abaixo não estão se ajudando.

 

Chapecoense 0 a 1 Botafogo

 

O fogão está livre da ameaça do rebaixamento, boa recuperação do Glorioso, foi até Chapecó e voltou com três pontos na bagagem. Já a Chape, quem diria, depois da vitória contra o Santos lá na Vila Belmiro, achei que escaparia. Pelo jeito, só tensão até a última rodada.

 

Flamengo 1 a 0 Santos

 

Diante de mais de 46 mil torcedores, o Mengão voltou a vencer e ficou a sete pontos do Palmeiras. Ainda diz que sonha com o título, mas o que vale mesmo é garantir já na próxima rodada uma vaga na Libertadores e confirmar o quanto antes a vaga na fase de grupos. Já o Santos ficou abalado com a derrota na rodada anterior para a Chapecoense, mas para quem saiu da 17ª posição do campeonato, com o elenco que tem, merece um troféu de campeão moral.

 

São Paulo 1 a 1 Grêmio

 

O clássico de tricolores, jogado no Morumbi, ficou na igualdade. Pior para o paulista que está fora do G4 e terá que jogar a Pré-Libertadores em 2019. As coisas não andam muito bem por lá e o desespero por ficar sem conquistar títulos, fazem o São Paulo mudar de técnico a cada seis meses. Injusta a demissão de Aguirre.

 

Internacional 2 a 0 América Mineiro

 

Jogando no Beira Rio com direito a pedido de casamento no intervalo do jogo, por um casal de torcedores apaixonados, o time da casa não tomou conhecimento do desesperado, América-MG. Venceu tranquilamente sem apresentar um belo futebol, mantém a distância de cinco pontos, só que a tabela do colorado é mais difícil do rival, Palmeiras. Vamos ver, no futebol neh…tudo pode acontecer.

 

Fortaleza campeão brasileiro da série B

 

O Fortaleza está de volta à primeira divisão do futebol brasileiro. Primeiro título nacional da carreira do treinador, Rogério Ceni, que fez uma temporada inquestionável. Vida longa na série A ao recém promovido. Ainda brigam pelo acesso: Ponte Preta, CSA, Goiás, Avaí e Londrina. Registro aqui a decepção com a temporada apresentada pelo Coritiba, o coxa com o maior orçamento da competição fez uma campanha vergonhosa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *