Curitiba Vôlei perde para o SESC-RJ na primeira partida do returno

ASSINATURA DANILOASSINATURA LEANDRO

 

O ginásio da Universidade Positivo recebeu lotação máxima para o confronto entre Curitiba Vôlei e SESC-RJ pela primeira rodada do returno da Superliga Feminina 2018/2019. A festa estava armada e começou com muitos aplausos para a apresentação da equipe carioca, mas a torcida saiu ao fim do jogo com o gosto amargo da derrota por 3 sets a 1, parciais (25X19, 25/12 e, 22×25 e 25×19).

As donas da casa fizeram um primeiro set equilibrado e deram trabalho para a equipe comandada pelo técnico Bernardinho, mas acabaram superadas por 25/19, em um set marcado por muitos rallys e uma ótima atuação de Pena pelo lado carioca. Do lado do Curitiba Vôlei o destaque era para a defesa que chegava quase em todas as bolas, mas sempre devolvendo para o time do SESC-RJ armar novamente o ataque.

No segundo set o Curitiba Vôlei se perdeu em quadra e viu a superioridade da equipe com grandes nomes como Kosheleva, Monique e Ana Beatriz fazerem a diferença. O SESC-RJ não deu oportunidades para o Curitiba Vôlei que mesmo com o apoio imenso da torcida acabou perdendo por 13 pontos de diferença, 25 a 12 para as visitantes.

Bernardinho
Técnico Bernardinho como sempre não parou um minuto na beira da quadra. Foto: Leandro Georgete

O terceiro set começou pegando fogo, a torcida empurrava a equipe e o ginásio estremeceu quando após um belo rally com uma defesa incrível do Curitba Vôlei, o SESC-RJ errou na jogada que a bola veio de graça para a sua quadra. Depois desse ponto a torcida ficou estridente, o barulho era ensurdecedor e as donas da casa sentiam a vibração e jogavam no mesmo ritmo e logo conseguiram abrir quatro pontos de diferença, obrigando Bernardinho a pedir tempo para arrumar sua equipe.

A atacante Priscila, do Curitiba Vôlei, começou a ter uma atuação de gala no terceiro set, sendo a jogadora de confiança do time e virando todas as bolas.  O técnico Bernardinho cobrava atenção das atletas do SESC-RJ que viam o Curitiba Vôlei passear em quadra. Depois que Bernardinho fez pequenas alterações o SESC-RJ melhorou e diminuiu a diferença para o time da casa e o técnico Clésio Prado foi obrigado a pedir tempo para diminuir a reação das cariocas. O pedido de tempo deu certo e o Curitiba Vôlei fechou o set em 25 a 22.

Depois de enormes broncas do técnico Bernardinho, o SESC-RJ voltou para o quarto set atropelando sem dar a menor chance para o Curitiba Vôlei. Tudo que não funcionou no set anterior estava dando certo no quarto set. Mesmo assim a equipe cometia erros bobos para desespero de Bernardinho. O Curitiba Vôlei tentava aproveitar as brechas dadas para levar a partida para o tie-brake, mas a boa vantagem aberta pelas cariocas no início do set serviam de gordura para queimar. Mesmo com o apoio efusivo da torcida o Curitiba Vôlei não conseguiu adiar a vitória do SESC-RJ que fechou o set em 25 a 19 e o jogo em 3×1.

O próximo duelo do Curitiba Vôlei é contra o Praia Clube atual líder da Superliga Feminina 2018/2019. A partida acontece na próxima sexta-feira (25) no ginásio da Universidade Positivo.

Foto: Leandro Georgete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *