A importância da boa alimentação para os atletas

Por Dennis Carvalho

A nutrição tem um papel fundamental para a vida esportiva de um atleta. O Conexão News tem a oportunidade de bater um papo com dois profissionais da nutrição que trabalham na área da Nutrição Esportiva.

Daniele Lima, 28 anos, graduada em nutrição, diz que a má alimentação pode comprometer o rendimento e o desempenho do profissional. O esportista deve se alimentar corretamente para garantir bons resultados e até mesmo evitar problemas como lesões.

Daniel Pinheiro, 23 anos também graduado em Nutrição, e também atleta de alto rendimento. Daniel diz que a nutrição para o atleta deve ser adaptada, ao peso, altura e esporte praticado porque manter uma alimentação adequada antes, durante e após o treinamento é uma das chaves para o sucesso nas competições.

Além disso, já está claramente demonstrado que a nutrição afeta o desempenho físico e que, associado ao potencial genético e ao treinamento adequado, é um fator fundamental para o sucesso.

Por isso, seja qual for o motivo pelo qual pratica esportes, é essencial levar em conta o que e como se alimentar para aproveitar o máximo do que a modalidade pode oferecer.

 

Conexão News – Qual a importância da nutrição para o rendimento do atleta?

Daniel Pinheiro – A nutrição tem uma grande importância para um atleta. O atleta precisa está com uma boa alimentação, pois o corpo do atleta precisa gerar energia adequada para a realização dos treinos e competições. Desta maneira é essencial o atleta nutrir seu corpo corretamente para obter bons resultados nas competições.


CN – Quais os alimentos que devem ser evitados pelos esportistas?

Daniel Pinheiro – De maneira geral além de se preocupar com o rendimento o atleta também deve se preocupar com a saúde. O atleta precisa ter cuidado diariamente, não consumir frituras, gorduras saturadas e doces em excesso. Não existem proibições, mas ter bom senso e disciplina é indispensável.


CN – Como é feita a dieta para o atleta? depende do esporte?

Daniele Lima – Ela é específica e individual, a alimentação do atleta é feita de acordo com o peso, idade, gênero, percentual de massa muscular e de massa gorda. Sim depende também da modalidade que pratica, a alimentação varia entre as fases de preparação, competição e de recuperação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *