Brasil encerra etapa de Dubai da Copa do Mundo de Halterofilismo Paralímpico com 11 medalhas

A Seleção Brasileira de halterofilismo paralímpico encerrou participação na etapa de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, da Copa do Mundo da modalidade, com 11 medalhas, sendo cinco ouros, duas pratas e quatro bronzes. O evento chegou ao fim nesta terça-feira, 12, e contou com a participação de 241 atletas, de 39 países. O Brasil foi representado por 17 halterofilistas.
Os jovens atletas foram destaques na competição. Deles saíram seis das 11 medalhas para o Brasil. Foram quatro ouros, uma prata e um bronze. Já os adultos contribuíram para a performance nacional com cinco pódios – um ouro, uma prata e três bronzes.
A paulista Mariana D’Andrea destacou-se e faturou a única láurea dourada do Brasil nas categorias adultas. Natural de Itu (SP), ela venceu a categoria até 67kg feminina com os 112kg erguidos. O baiano Evânio Rodrigues, medalhista de prata nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016, também manteve a constância em bons resultados internacionais. Ele sagrou-se vice-campeão da divisão até 88kg masculina.
No dia de abertura do evento, a mineira Lara Aparecida, de apenas 15 anos, conseguiu o desempenho entre os juniores. Ela faturou a medalha de ouro de sua categoria, até 41kg, com os 73kg levantados. A marca ainda lhe colocou como medalhista de bronze entre os adultos. Confira abaixo a relação completa dos medalhistas do pais.
A Copa do Mundo de Dubai é uma das mais tradicionais competições da modalidade, e serviu como preparação ao Brasil para os principais desafios do ano. A equipe agora mira a disputa do Campeonato Mundial, em julho, no Cazaquistão, e os Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru, em agosto.
Medalhistas na etapa de Dubai da Copa do Mundo de Halterofilismo:
Categoria Júnior
Lara Aparecida (até 41kg) – ouro
Marcos Terentino (até 54kg) – ouro
Vinícios Freitas (até 80kg) – ouro
Maria Rita Martins (até 86kg) – ouro
Victor Heleno (até 65kg) – prata
Lucas dos Santos (até 49kg) – bronze
Categoria adulto
Mariana D’Andrea (até 67kg) – ouro
Evânio Rodrigues (até 88kg) – prata
Lara Aparecida (até 41kg) – bronze
João Maria Júnior (até 49kg) – bronze
Bruno Carra (até 54kg) – bronze
Patrocínios
O halterofilismo paralímpico brasileiro tem patrocínio das Loterias Caixa.
Time São Paulo 
Os  atletas Bruno Carra e  Mariana D’Andrea são integrantes do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo que beneficia 62 atletas e seis atletas-guia de dez modalidades.
Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *