Com dúvidas no meio e no ataque, furacão estreia na Libertadores

ASSINATURA CLAUDEMIR

O período de preparação do Athletico Paranaense para a estreia na temporada 2019 durou 50 dias. A espera do torcedor finalmente acabou e poderá ver o seu time entrar em campo no Estádio Manuel Murilo Toro, palco na estreia da Libertadores 2019. O jogo contra o Tolima está marcado para às 21h30, desta terça-feira (5), em Ibagué, na Colômbia. O sistema defensivo foi mantido, mas o meio campo e o ataque serão novidades em relação a temporada passada. Thiago Nunes não revelou a escalação, tão pouco o esquema tático, a falta de ritmo também será um problema.

Na preparação que durou quase dois meses, Thiago Nunes adiantou querer dar participação a todos do elenco. “Na minha cabeça (o time) já está pronto, desde o início da última semana, direcionando para a equipe que vai jogar. Todos os atletas receberão oportunidade. É questão de momento, circunstância e adversário. A temporada é longa, teremos muitos jogos pela frente e todos vão jogar. Durante a preparação, me preocupei que todos tivessem entendimento de como jogar e o que representa vestir a camisa do Athletico dentro e fora de casa”. Disse o treinador à imprensa.

O provável time athleticano deverá ser: Santos, Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira, Renan Lodi (Márcio Azevedo), Camacho, (Wellington), Bruno Guimarães, Tomás Andrade, Rony (Marcelo), Nikão e Marco Rubén. Desse time que deve começar jogando a Taça Libertadores da América, Madson entra no lugar de Jonathan, em recuperação por conta de uma lesão na coxa direita, Madson veio emprestado do Grêmio e foi titular nos dois amistosos realizados pela equipe na preparação da temporada.

Nos amistosos com General Díaz e Guaraní, o time paranaense usou o esquema tático 4-4-2 e o 4-1-4-1, assim como outras variações. Fica a dúvida se o time entra com três volantes ou dois volantes e um meia. No meio campo quem joga ao lado de Bruno Guimarães, um dos destaques do ano passado, Camacho ou Wellington saem em vantagem em relação a Léo Cittadini, indicando que serão dois volantes e um meia. Na frente, Marco Rubén será o homem de frente, ao de Nikão. Rony deve ganhar a vaga de Marcelo e Brian Romeio no meio campo.

O adversário do furacão que tem o atacante Marcos Perez como destaque, chega para a sua sétima participação na competição. A melhor campanha foi em 1982, quando ficou na quinta colocação. Na atual temporada, o desempenho do time é irregular: três vitórias, quatro derrotas e um empate. A equipe do técnico Alberto Gamero ocupa a 6ª colocação na Liga Águilla. O Tolima teve saídas de importantes jogadores, por outro lado, a equipe se reforço e trouxe 10 jogadores. O time ainda está invicto jogando em casa em 2019, e ainda em toda a sua história, nunca perdeu para os brasileiros: Vasco (1 a 0), Rio Branco – AC (2 a 1), Grêmio (1 a 0) e o Corinthians (2 a 0), Cruzeiro (0 a 0).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *